ARTES VISUAIS

[30.11] Masterclass especial Arte cabulosa para mentes escabrosas

O medo e a repulsa são um dos sentimentos muitos familiares aos seres humanos. Curiosamente, apesar de fugir daquilo que nos apavora, perseguimos a sensação de viver esses sentimentos na arte, como atestam séculos de narrativas e representações pensadas para gerar desconforto, nojo e pânico. 
Formato

Online e em direto (ao vivo)

Data de início

30 de novembro

Duração

1 aula
2h 

Opções de pagamento

Pix
Boleto bancário
Cartão de crédito

Investimento

[BR] R$30
[PT]  8€

Horários

quarta-feira
[BR] 19h às 21h
[PT]  22h às 00h

Chave pix para transferência:
CNPJ 10176681000105 (Dephot). Para inscrições via pix envie o comprovante para contato@f508.art

Das histórias mal contadas de assombrações às gárgulas, às máscaras rituais e as séries true crime, a fome de arrepio não parece nos abandonar. O objetivo dessa masterclass é entrar na toca do monstro e observar o que vive por trás dos lençóis que a arte coloca diante de nós. 

Tópicos abordados

Conheça os assuntos que veremos nessa aula
  • Estar em perigo, mas em segurança: o horror como conforto 
  • Terrífico: o "Temer a Deus" 
  • Os bichos papões que seguimos invocando: o horror como pedagogia 
  • O terrir: a subversão dos temores 

Artes assustadoras meramente ilustrativas

Inclui certificado

Todas as formações do f/508 incluem certificação mediante participação nas aulas

Acesso à gravação

Todas as aulas online do f/508 são gravadas e fornecidas para que o aluno possa revisitá-las em até 6 meses

Público alvo

A aula é indicada a todos os interessados em artes visuais, histórias de horror, coisas escabrosas

Pré-requisitos

Não é necessário nenhum conhecimento prévio para participação nesta masterclass

Tio Virso

Bocó, mas Dr.

Sobre o professor

Vilson André Moreira Gonçalves, divulgador científico e administrador da página História da Arte com o Tio Virso, é graduado em Licenciatura em Artes Visuais pela UEPG e doutor em Comunicação e Linguagens pela UTP. Desde 2008 trabalha como arte-educador na educação básica e no ensino superior, dedicando-se desde 2019 à democratização do conhecimento científico em história da arte nas redes sociais.
Created with